O plano de saúde hospitalar, ambulatorial com obstetrícia é o produto padrão comercializado pelas operadoras de saúde. Isso quer dizer que ao contratar você tem, além do atendimento em hospitais e laboratórios, procedimentos específicos para gestantes.

Sendo assim, um plano de saúde com obstetrícia cobre exames de baixa ou alta complexidade, pré-natal, parto e cuidados com o bebê. Para você que já está grávida ou pretende engravidar, veja 5 dicas preciosas sobre esse tipo de contratação.

1. Se possível, contrate antes de engravidar

Sabemos que nem sempre as coisas saem como planejado, mas o recomendado é, se possível, que você adquira o seu plano de saúde dois meses antes de engravidar. Isto por que existe um período de carência de 10 meses para parto.

Desta forma, se conseguir contratar com antecedência, poderá ter todas as coberturas disponíveis.

Saiba mais sobre a carência de plano de saúde para grávidas.

2. Mulheres que já estão grávidas também podem contratar

Mesmo que o ideal seja contratar com antecedência, adquirir um plano de saúde quando já está grávida também tem suas vantagens. Uma delas é que você poderá realizar suas consultas e exames do pré-natal através do convênio, sendo que o comum é que as operadoras liberem esses serviços 30 dias após a contratação.

Além disso, o plano de saúde com obstetrícia também cobre casos de emergência. Sendo assim, o parto está garantido em casos de complicações que representem riscos para a mãe ou o bebê e em casos de nascimento prematuro, ou seja, com menos de 37 semanas.

3. Existe plano de saúde com obstetrícia para homens

Como já foi dito, o plano de saúde com obstetrícia é a opção padrão do mercado, ou seja, homens também têm esse serviço à disposição quando efetuam a contratação. Isso é vantajoso pois, caso algumas de suas dependentes no plano engravide, terá todo o aporte necessário.

Caso o seu plano seja sem obstetrícia, as dependentes que eventualmente precisarem não terão essa disponibilidade. Caso opte pela obstetrícia posteriormente, saiba que será necessário cumprir 10 meses de carência.

4. No primeiro mês de vida, o bebê utiliza o plano de graça

Se você possui um plano de saúde com obstetrícia, seu filho terá acesso a todos os serviços contidos no seu convênio médico nos quais já foram cumpridas as carências por um período de 30 dias. Se o seu filho necessitar de cuidados neonatais mais complexos logo após o parto, você não terá nenhuma preocupação financeira.

Caso você tenha adotado, o seu filho ou filha também irá ter acesso ao seu plano por um período de 30 dias. Após 1 mês, se você ainda quiser que a criança continue a utilizar o plano, você deve incluí-la como dependente, pagando um valor adicional por isso.

Saiba mais sobre como contratar um plano de saúde para crianças.

5. O plano de saúde com obstetrícia é mais barato que o parto particular

O plano de saúde com obstetrícia é a opção mais econômica quando comparamos fazer um parto na rede particular. O preço de um parto particular varia bastante, visto que depende de fatores como qual hospital será realizado e honorários da equipe médica, mas estima-se que seja cerca de 10 mil reais.

A outra opção é o SUS que, apesar de gratuito, reduz as suas opções de escolha em relação aos procedimentos, equipe médica e o hospital. Com um plano de saúde, você não precisa pagar um preço absurdo de uma vez e ainda pode escolher o local e as pessoas que vão te dar amparo neste momento tão especial.