Saúde & bem-estar
Atualizado: 
Publicado: 
Leitura 
de 2 min

Dra. Adriana Tonelli

Pediatra - CRM-SP 114280

Bronquiolite infantil: o que é, sintomas e tratamentos

mulher fazendo inalação em uma criança.

Segundo o Ministério da Saúde, entre os meses de abril e junho, existe um aumento recorrente de internações ocasionadas por doenças respiratórias. Isso acontece pois, durante esses meses, a temperatura cai e a tendência é ficarmos em ambientes fechados.

Leia também: Fisioterapia respiratória: o que é e como fazer?

Com as mudanças bruscas de temperaturas, o organismo das crianças ainda não consegue se defender totalmente sozinho e elas acabam se tornando o maior alvo de vírus e bactérias. Uma das doenças respiratórias mais comuns nessa fase é a bronquiolite infantil. Junto com a Dra. Adriana Tonelli vamos entender quais são as causas, sintomas e prevenção dessa doença. Confira:

O que é bronquiolite infantil?

A bronquiolite infantil é uma doença viral que afeta as pequenas vias aéreas de crianças menores de 2 anos, causando obstrução destas vias e caracteriza-se pela sibilância (chiado) durante a respiração. 

Em 50% a 80% dos casos, o agente envolvido é o vírus sincicial respiratório (VRS), porém a bronquiolite pode ocorrer por vários tipos de vírus, principalmente no inverno, quando os vírus se espalham mais facilmente.

A doença é mundial, segue a sazonalidade do vírus e causa forte impacto sócio-econômico, haja vista os altos custos com hospitalizações de crianças menores de 1 ano de idade.

O que causa bronquiolite infantil?

A causa mais comum para bronquiolite infantil é o contato com indivíduos contaminados com sintomas gripais e a transmissão ocorre, em geral, por meio de objetos infectados com as secreções respiratórias. 

A incubação viral se dá entre 4 e 5 dias e os primeiros sintomas são de um resfriado comum, após 2 ou 3 dias, os sintomas de obstrução das vias respiratórias surgem. A partir daí, a piora pode ser progressiva, com necessidade de internação hospitalar, ao se constatar sinais de gravidade como:

  • Cianose (coloração azulada na pele, nos lábios ou nas unhas);
  • Desidratação;
  • Palidez excessiva;
  • Irritabilidade;
  • Inapetência;
  • Desconforto respiratório.

Leia também: Como evitar acidentes domésticos com crianças?

Quais são os sintomas da bronquiolite infantil?

Os sintomas mais comuns da bronquiolite infantil são:

  • Tosse;
  • Febre;
  • Vômito;
  • Sibilância;
  • Corrimento nasal;
  • Dificuldade de respiração.

Ao sinal de algum dos sintomas, procure um médico para realizar o diagnóstico, que é feito através de exame físico.

Qual é o tratamento para bronquiolite infantil?

Os quadros leves devem ser tratados em casa, com repouso, hidratação adequada e nebulização apenas com soro fisiológico e evitando aspirações. Já os quadros moderados e graves devem ser hospitalizados, sendo que alguns necessitam de UTI.

O suporte hospitalar também inclui o repouso, hidratação adequada e cuidados com a alimentação via sonda. Quando necessário, é usado oxigênio umidificado. O uso de medicamentos como broncodilatadores e corticóides, entre outros, é controverso e são recomendados em alguns casos selecionados.

Leia também: Otite: o que é, sintomas e tratamentos

Como evitar a bronquiolite infantil?

A bronquiolite infantil é uma doença viral de alta transmissibilidade, sendo assim, a melhor prevenção é evitar o contato das crianças pequenas com pessoas que apresentem sintomas gripais.

Na medida do possível, deve-se evitar também o contato das crianças com ambientes fechados, aglomerado de pessoas e áreas com alto índice de poluentes ambientais, principalmente o tabagismo, pois é um irritante das vias aéreas e um fator agravante do quadro respiratório.

Fique atento à época de sazonalidade viral, redobre os cuidados e procure seu médico para recomendar o melhor cuidado ou tratamento em caso de aparição dos sintomas da bronquiolite infantil.

Referências

[1] Manual MSD

[2] Blog da Saúde - Ministério da Saúde

Quem escreve

Dra. Adriana Tonelli

Pediatra - CRM-SP 114280

Dra. Adriana Tonelli é médica e possui especialização em Pediatria pelo Hospital Infantil Darcy Vargas e Pneumologia Pediátrica e pelo Instituto da Criança do Hospital das Clínicas da FMUSP, além de ser pós-graduada em Genética Humana pela PUC-PR.