Saúde & bem-estar
Atualizado: 
Publicado: 
Leitura 
de 3 min

Como se preparar para uma corrida?

Uma mulher correndo no parque

As corridas de rua e campeonatos têm ganhado cada vez mais adeptos. Isto porque, dentre as inúmeras razões, podemos apontar que há um grande números de pessoas preocupadas com a saúde e buscando práticas favoráveis não só para o corpo, mas também para a mente.

De acordo com a Federação Paulista de Atletismo, em 2018, foram realizadas 469 corridas e cerca de 820 mil inscritos. A prática não para de crescer, mas afinal, como tirar o melhor proveito dessa atividade esportiva?

É necessário avaliação médica antes de correr?

É muito importante realizar um check-up antes de iniciar qualquer atividade física, pois algumas doenças são silenciosas, principalmente as cardíacas. Além disso, para um desempenho satisfatório, profissionais como nutricionista e profissional de educação física são essenciais.

Qual é a melhor intensidade para um iniciante na corrida?

A intensidade deve ser mais baixa, mas hoje os treinos intervalados são muito indicados para quem está começando. Ao alternar estímulos fortes com um tempo de recuperação e ter uma duração menor, melhor a aceitação deste público.

O protocolo 1:1 é o mais aceito, ou seja, um minuto caminhando mais rápido, ou mesmo correndo, e um minuto caminhando. Outra opção é pedalar um minuto muito rápido e um minuto bem devagar. O limite é individual, então é democrático com os iniciantes. Na percepção subjetiva do esforço de 0 a 10 deve sentir 8/9 no estímulo forte e 4/5 na recuperação.

Qual é alimentação recomendada para corredores?

No pré-treino, é recomendado ingerir carboidratos de baixo índice glicêmico, para evitar picos de glicemia com consequentes picos de insulina. Assim, o corpo consegue absorver melhor o alimento e gerar energia durante todo o treino.

No pré-treino, invista em alimentos que dão energia, como:

  • Frutas secas: como a ameixa ou damasco;
  • Cereais: como chia, linhaça ou em grãos como aveia e granola;
  • Frutas: como banana, maçã ou pera;
  • Leite desnatado;
  • Iogurte sem açúcar.

No pós-treino, é interessante aliar proteína com carboidrato de alto índice glicêmico, como:

  • Arroz branco;
  • Batata doce;
  • Macarrão;
  • Tofu;
  • Ovo;
  • Frango, carne ou peixe.

Coma de tudo um pouco no seu dia a dia, se hidrate bastante e, se for levar a sério o esporte, procure um nutricionista.

Como se preparar no dia da corrida?

No dia anterior à prova, faça a ingestão de alimentos ricos em carboidrato, hidrate-se e procure descansar.

No dia da prova, alimente-se adequadamente, vista-se com roupas maleáveis que permitam a transpiração, tênis adequado, faça um bom aquecimento específico de corrida e não esqueça de se hidratar antes, durante e após a prova e alongar no começo e final da corrida.

O que fazer para evitar lesões musculares?

A prática de atividades físicas é indiscutivelmente importante. A melhor técnica para evitar uma lesão é apostar no fortalecimento dos músculos. Para não sobrecarregar as articulações, é necessário que cuidados básicos sejam seguidos para evitar qualquer contusão muscular, como:

  • Tenha um cardápio variado em carboidratos, proteínas e fibras;
  • Mantenha a hidratação em foco;
  • Respeite os sinais do seu corpo.

Por isso, musculação, treino funcional e alongamento são muito importantes no treinamento de corredores.

Como começar a treinar para uma corrida?

Comece com distâncias curtas, vá aumentando gradativamente de acordo com a distância que pretende correr e utilize os treinos intervalados de alta intensidade na preparação (HIIT). Um nutricionista também é bem-vindo, para manter o balanço energético e de nutrientes adequados.

Não esqueça de fazer um check-up, procure um profissional de educação física para priorizar os treinos e fazer uma preparação física completa.

Quantos dias na semana devo praticar?

Com uma boa periodização, pode-se correr todos os dias, alternando distâncias, volume e intensidades. Para não estressar demais músculos e articulações, é recomendado que o treino seja realizado 3 vezes por semana, em dias alternados.

Quais fatores podem afetar negativamente o desempenho em uma corrida?

O desempenho de um corredor pode ser afetado por fatores mínimos e de cuidados básicos. Por isso, é necessário não permitir que a ansiedade o faça pular etapas ou não dar ouvidos ao seu próprio corpo.

Alguns dos fatores que afetam negativamente são: 

  • Dormir menos de 8 horas por noite;
  • Periodização mal feita, que pode levar a overtraining, gerando lesões musculares e fraturas por estresse;
  • Má alimentação,
  • Jejum;
  • Não fazer musculação para fortalecer;
  • Não trabalhar mobilidade articular.

Quais fatores afetam positivamente o desempenho na corrida?

Cada corredor tem seu objetivo, alguns sonham em participar de grandes competições, enquanto outros querem continuar fazendo pequenas corridas. Independente do objetivo, cuidados moderados são essenciais.

Alguns dos fatores que afetam positivamente são: 

  • Periodização correta;
  • Musculação;
  • Treinos de mobilidade; 
  • Alongamento;
  • Dieta adequada;
  • Sono adequado;
  • Roupas e calçados adequados.

Práticas esportivas são importantes para saúde física e mental, promovem bem-estar e melhorias contínuas no corpo.

Para uma prática cada vez mais adequada, é preciso determinação e disciplina. No entanto, é indispensável o auxílio e acompanhamento de profissionais.

Clé Celentano

Clóe Celentano

Eleita eleita a melhor Personal Trainer do Brasil pela Sociedade Brasileira de Personal Trainers, em 2011, atualmente a personal trainer é proprietária da 4US Consultoria e Assessoria Esportiva.