Saúde & bem-estar
Atualizado: 
Publicado: 
Leitura 
de 3 min
Carla Borges

Dra. Carla Borges

Pediatra - CRM-SP 158304

Otite: o que é, sintomas e tratamentos

Médica examinando o ouvido de uma criança

Apesar da incidência ser maior em crianças, a otite média aguda atinge bebês e, em casos mais raros, até adultos. Apesar de não ser comum que a doença cause complicações e deixe sequelas, o tratamento deve ser imediato para eliminar a dor e evitar a evolução para quadros mais crônicos.

Leia também: Diabetes infantil: quais os impactos para a criança?

O que é otite?

A otite é uma inflamação da cavidade da orelha média, região após a membrana timpânica, sendo uma das doenças infecciosas mais comuns da infância. Este tipo de inflamação costuma ser dolorosa devido ao acúmulo de secreção no ouvido médio.

Quais são os tipos de otite?

A inflamação será diferente dependendo da parte do ouvido que foi afetada.

Otite interna

Mesmo sendo menos comum, a otite interna é considerada a mais grave e exige acompanhamento médico rígido e, até mesmo, internação hospitalar. O risco ocorre pois a infecção se dá próxima às áreas nas quais se localizam o labirinto e a cóclea, podendo causar tonturas e queda intensa da audição.

Otite média 

A otite média é o tipo mais comum e, neste caso, a infecção se acumula no ouvido médio. É comum que após casos de resfriados as secreções subam através da tuba auditiva e fiquem acumuladas no ouvido.

Otite externa

São causadas devido ao acúmulo de água ou uso incorreto de cotonetes. A otite externa afeta desde o canal do ouvido até a membrana do tímpano.

Quais são as causas da otite?

A causa mais frequente é após infecção de vias aéreas superiores como resfriados e gripes, causando também uma disfunção na orelha média e inflamando a região. A inflamação da adenóide, órgão localizado atrás do nariz, também pode causar otite, já que esta fica localizada perto da tuba auditiva.

Crianças que vão à creche antes dos dois anos tendem a ter mais resfriado comparadas às crianças que começam a frequentar posteriormente. Isso ocorre pois a imunidade em menores de 2 anos ainda está em amadurecimento.

Quanto tempo a otite dura?

Nos casos mais comuns, a otite se inicia com um quadro viral como gripes e resfriados que em cerca de cinco a sete dias pode infeccionar também os canais auditivos. Quando o quadro evolui para dor e inchaço no local, é preciso iniciar o tratamento com antibióticos, que geralmente dura cerca de sete dias.

Casos de otite interna são mais graves, sendo que o quadro pode evoluir para meningite ou encefalite. Por isso, é necessária internação hospitalar e não é possível estipular um tempo médio para a cura, já que isso irá depender da gravidade de cada caso.

Quais são os sintomas da otite?

É muito comum que os primeiros sinais da otite comecem cinco ou sete dias após uma infecção respiratória, os mais comuns são:

  • Febre alta acima de 39ºC;
  • Dor de ouvido;
  • Irritabilidade;
  • Choro;
  • Perda de apetite;
  • Dor de cabeça;
  • Problemas para dormir.

No caso de bebês, muitos puxam os ouvidos para indicar dor e ficam irritados, gementes e recusam alimentação. 

Quando a otite é causada por acúmulo de líquido, alguns dos sintomas apresentados são:

  • Zumbidos;
  • Sensação de pressão;
  • Tonturas;
  • Dificuldades de equilíbrio;
  • Problemas de audição.

Qual é a idade de risco para desenvolver otite?

Crianças, principalmente aquelas menores de dois anos, estão mais propensas a desenvolver a infecção, visto que seu sistema imunológico ainda é mais frágil se comparado a pessoas mais velhas. Se possível, adie o início em creches, evite o uso de chupetas, exposição ao cigarro e mantenha o aleitamento materno exclusivo até 6 meses.

Para as crianças, fortalecer o sistema imunológico é a melhor maneira de evitar infecções virais ou bacterianas, que posteriormente podem evoluir para um quadro de otite.

Leia também: Bronquiolite infantil: o que é, tratamentos e prevenção

A otite pode evoluir para um quadro mais grave?

Não é comum, mas pode complicar com mastoidite aguda. Trata-se de infecção bacteriana na mastóide, região óssea logo adjacente. Os sintomas são similares aos da otite média aguda, incluindo dor à palpação da região logo atrás da orelha e vermelhidão local. Algumas outras complicações que podem ocorrer são:

  • Deficiência auditiva;
  • Tímpano perfurado;
  • Atrasos no desenvolvimento infantil.

Como é feito o tratamento para otite? 

Após uma boa avaliação clínica e física, diferenciamos se a etiologia provável é viral ou bacteriana. Se viral e apenas sintomáticos, a melhor abordagem é a observação de  24h a 48h. Quando identificado etiologia bacteriana, o tratamento indicado é o uso de antibiótico entre sete e dez dias.  

A otite é algo comum e na maioria das vezes não apresenta riscos para o desenvolvimento de grandes complicações. Contudo, é preciso ficar atento aos sinais de desconforto nas crianças e iniciar a intervenção medicamentosa assim que possível.

Referências

[1] Otite média aguda em pediatria

Quem escreve

Carla Borges

Dra. Carla Borges

Pediatra - CRM-SP 158304

Já atuou em instituições médicas renomadas como o Hospital Santa Catarina, Hospital Edmundo Vasconcelos e Hospital Vitória. Atualmente, atende em sua clínica particular, localizada no bairro da Vila Mariana em São Paulo.