Plano de saúde
Atualizado: 
Publicado: 
Leitura 
de 3 min
Deisi Gois

Deisi Gois

Redatora jornalística

Como funciona plano de saúde para gestantes?

mulher grávida sorrindo e olhando para uma criança que faz carinho em sua barriga

Uma das maiores preocupações das gestantes é escolher o profissional que irá acompanhá-la por todo o período, bem como onde o parto irá acontecer.

Temerosas pela precariedade do sistema público, é muito comum que as mulheres busquem por planos de saúde. Sendo assim, vamos esclarecer todas as dúvidas das futuras mamães sobre planos de saúde para gestante. Confira:

Faça uma cotação grátis e encontre o melhor plano de saúde para você

Vale a pena ter um plano para gestantes?

Ao adquirir um plano de saúde para gestantes, é possível selecionar os melhores profissionais para guiá-la da melhor forma e sem longas filas de espera para realizar os procedimentos.

Por isso, um plano na gravidez vale a pena, pia, além da cobertura para os procedimentos necessários, muitas operadoras possuem programas especiais para auxiliar as mães com quaisquer dúvidas. Outra vantagem é que, durante o primeiro mês de vida, o recém-nascido também pode usufruir do plano da mãe.

Com um planp de saúde também é possível que as mães possam escolher em qual hospital, desde que faça parte da rede credenciada, pretendem realizar o parto. Sendo assim, muitos hospitais estão inovando em seus serviços de maternidade para proporcionar uma experiência cada vez melhor para as mães e seus filhos.

Existe plano de saúde para quem já está grávida?

O recomendado é que a contratação seja feita antes de engravidar, visto que a maioria dos planos exigem um tempo de 300 dias após a contratação para permitir a realização de um parto.

Contudo, mesmo que você não possa realizar o parto através do seu convênio médico, você poderá aproveitar várias outras funcionalidades que geralmente são liberadas 30 dias após a contratação, como consultas e exames.

Além disso, caso você tenha alguma alguma complicação antes da 37ª semana da gestação, o seu atendimento estará garantido, já que se enquadra como uma condição de urgência e emergência.

Existe plano de saúde carência zero para parto?

carência para parto dificilmente será excluída, mesmo que você tenha um plano com contratação coletiva e mais de 30 vidas, que geralmente liberam a maioria dos procedimentos logo após a contratação.

Sendo assim, se você deseja ter seu parto coberto pelo plano de saúde, procure se organizar com 10 meses de antecedência e comece as suas tentativas de engravidar 2 meses após a contratação. Com este planejamento, é possível escolher qual plano melhor te atende, assim como os profissionais e hospitais.

Posso incluir o recém-nascido no meu plano de saúde?

Os recém-nascidos podem ser inclusos no plano de saúde da mãe durante os primeiros 30 dias de vida, tendo acesso apenas aos serviços que já foram cumpridos pela carência. Após o primeiro mês, é necessário incorporá-lo como dependente para que possa continuar usufruindo do convênio.

Outro ponto, são as mães que não possuem um plano de saúde e querem contratar apenas para o seu filho recém-nascido. Neste caso, você pode fazer uma contração individual, mas salientamos que estes planos possuem uma cobertura reduzida e abrangência regional.

Leia mais: O que é um plano de saúde por adesão?

O que o meu plano oferece de especial para gestantes?

Apesar de não possuir um plano especialmente desenvolvido para gestantes, é comum que algumas operadoras oferecerem programas especiais para atender a este público. As iniciativas consistem em disponibilizar profissionais capacitados para acompanhar a gestação, bem como orientar as gestantes acerca de cuidados com a alimentação e saúde.

Opções mais básicas geralmente fornecem acompanhamento com um profissional, enquanto em categorias consideradas premium, é comum ter coachings de saúde dedicados apenas à saúde da mulher grávida.

Leia mais: 7 vantagens de contratar um plano de saúde premium

Qual a melhor contratação de plano de saúde para gestantes?

Os convênios médicos em sua grande maioria oferecem cobertura ambulatorial, hospitalar com ou sem obstetrícia. A ambulatorial cobre apenas consultas e exames, enquanto o hospitalar também dá direito a internações.

Se você pretende engravidar, deve se atentar se o plano de sua escolha cobre ou não os serviços de obstetrícia. Este serviço engloba todas as funcionalidades do ambulatorial e hospitalar mais todos os procedimentos referentes ao parto, incluindo procedimentos neonatais.

Quem escreve

Deisi Gois

Deisi Gois

Redatora jornalística

Sou formada em jornalismo e, apesar do romantismo pelas antigas redações, minha praia sempre foi a internet. Há mais de um ano trabalhando com produção de conteúdo voltado para área de saúde, acredito que informação pode ser empoderadora e realmente oferecer uma experiência de compra diferenciada. Hoje integro a equipe de conteúdo da Zelas Saúde, onde estamos a passos largos mudando a relação do mercado com seus consumidores.