Plano de saúde

Atualizado em
Leitura 2 min

Você sabe o que é doença preexistente? Explicação + cuidados

Moça na rua , com um sorriso tímido.

Por Catharina Braga

Redatora

Revisado por Helder Galvão, especialista em Planos de Saúde

No momento de contratar um plano de saúde, uma das etapas é a declaração de saúde. Trata-se de uma parte do contrato especialmente dedicada à doença ou lesão preexistente.

Isso porque é muito importante para o plano de saúde conhecer o quadro clínico do paciente. Assim, é necessário declarar se você possui alguma doença ou lesão no momento da adesão ao convênio médico.

Se você tem dúvida sobre o que é considerado doença preexistente, fizemos este post com todas as informações necessárias. Confira:

Neste artigo você vai encontrar:

Leia também: Vale a pena ter plano de saúde?

O que é considerado doença preexistente?

A declaração de saúde apresenta uma lista com alguns exemplos de doenças e lesões preexistentes. É ali que você vai mostrar ao plano de saúde todo o seu histórico médico - detalhando, por exemplo, o início da doença, se existe algum tratamento contínuo com remédio, etc.

Confira uma lista com as principais doenças preexistentes:

Doenças cardiocirculatórias 

  • infarto; 
  • pressão alta;
  • arritmia; 
  • aneurisma de aorta;
  • cirurgias cardíacas anteriores.

Doenças endócrinas e metabólicas 

  • diabetes;
  • hiper ou hipotireoidismo;
  • obesidade.

Doenças do sangue, imunológicas ou autoimunes 

  • anima;
  • púrpura;
  • HIV ou AIDS;
  • lúpus;
  • esclerose múltipla.

Doenças cerebrovasculares e do sistema nervoso 

  • derrame;
  • aneurisma cerebral;
  • paralisia cerebral;
  • Parkinson;
  • Alzheimer.

Doenças crônicas do aparelho respiratório ou do ouvido, do nariz e da garganta 

  • asma;
  • bronquite ou sinusite;
  • desvio de septo nasal;
  • pneumonia de repetição.

Doenças ortopédicas 

  • artrose;
  • osteoporose;
  • hérnia de disco;
  • deformidade óssea;
  • desvios de coluna;
  • fraturas de repetição.

Doenças ou tumores malignos

  • leucemia;
  • carcinoma;
  • melanoma;
  • linfoma;
  • todos os outros tipos de câncer.

Doenças do aparelho urinário ou do sistema reprodutor

  • cálculo ou insuficiência renal;
  • incontinência urinária;
  • doenças da próstata;
  • cisto de ovário;
  • mioma uterino.

Qual é a carência para doenças preexistentes?

Para utilizar o plano de saúde, todas as pessoas precisam cumprir alguns prazos de carência. Por exemplo, considerando a carência padrão, para realizar exames básicos, como hemograma completo, é necessário esperar, geralmente, 30 dias. Exames mais complexos, como a tomografia computadorizada, são liberados somente após 180 dias.

Saiba mais: O que é carência de plano de saúde?

Nesse sentido, uma questão muito relevante relacionada à declaração de saúde é justamente a carência. Durante a assinatura do contrato, ao declarar uma doença ou lesão preexistente, a carência é de 24 meses.

Dentro do contrato, geralmente, essa condição aparece como Cobertura Parcial Temporária. Isso significa que, para fazer qualquer procedimento relacionado à doença declarada, é preciso esperar dois anos. 

Então, por exemplo, se for necessário realizar procedimentos de alta complexidade em relação a uma lesão preexistente, a carência será de 24 meses e não 180 dias. 

Leia também: O que um plano de saúde cobre?

A importância de declarar as doenças preexistentes

A declaração de saúde é feita e assinada pelo próprio cliente, que se responsabiliza pela veracidade das informações fornecidas. Caso a operadora descubra alguma doença preexistente não declarada, o caso será levado à Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Em seguida, dependendo da decisão da ANS, o contrato pode ser suspenso ou cancelado.

Caso precise de assistência profissional para escolher seu plano de saúde e entender melhor sobre o contrato, aqui na Zelas Saúde temos um time de especialistas a sua disposição. Faça uma cotação grátis e encontre a melhor opção para você.

médica cuidando de paciente

Quem escreve

Moça na rua , com um sorriso tímido.

Catharina Braga

Redatora

A língua portuguesa sempre foi a minha paixão e, por isso, escolhi a graduação em Letras. Hoje trabalho com textos direcionados para a área da saúde, com o objetivo de facilitar o entendimento de alguns detalhes importantes durante o processo de escolha, compra e utilização de convênios médicos. Aqui na Zelas Saúde queremos promover mais autonomia para os consumidores.