Plano de saúde

Atualizado em
Leitura 6 min

Maiores reclamações de plano de saúde, segundo a ANS

Deisi Gois

Por Deisi Gois

Redatora jornalística

Cada vez mais os brasileiros têm percebido o quanto um plano de saúde é um serviço essencial. Contudo, isso não quer dizer que essa aquisição é sempre prazerosa já que, segundo o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor, as operadoras de saúde são o serviço com maior índice de reclamações, atingindo o número de 23,4% no ano de 2018.

Para te ajudar na escolha do seu plano ideal, separamos quais são as maiores reclamações de plano de saúde, bem como operadoras que mais têm desagradado os consumidores no ano de 2019. Convênios médicos devem ser um meio de deixar a vida mais saudável e tranquila, e não causar dores de cabeça.

Neste artigo, você encontrará:

Serviços com maior número de reclamações

Segundo a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), estes são os serviços que mais incomodaram os clientes de planos e geraram reclamações no ano de 2019:

1. Problemas com gerenciamento das operadoras

É de responsabilidade das operadoras de planos de saúde a liberação de procedimentos, autorizações prévias e a cobrança ao beneficiário dos valores de coparticipação. Este índice aparece como um dos que possuem maior número de reclamações devido a frustração dos clientes em, mesmo durante emergências, ter de esperar por muito tempo a liberação das empresas para realizar alguma cirurgia ou procedimento.

Além disso, a questão da coparticipação também pode ser problemática. Sempre verifique em contrato o valor teto que a operadora pode cobrar por cada procedimento. Caso ocorra algum excesso, informe a empresa ou os órgãos responsáveis.

2. Cobertura incompleta

A cobertura também é alvo de reclamação dos planos de saúde, seja ela com relação a serviços ou localização. Muitos relatam que os hospitais da rede credenciada são muito distantes, por isso é de extrema importância que você se atente quais são as regiões nas quais a operadora oferece cobertura antes de contratar.

O rol de procedimentos também causa muitas dúvidas, já que alguns beneficiários se frustram ao saber que alguns procedimentos, como as campanhas de vacinação, não são obrigatórios. Além disso, convênios contratados antes do ano de 1999 que não foram atualizados não têm a obrigação de seguir o rol de procedimentos da ANS, o que quer dizer que muitos serviços podem ser negados.

3. Problemas após o fim do contrato

Ao cancelar o plano de saúde, é imprescindível verificar se o contrato realmente não está mais em vigência. Em alguns casos, as cobranças continuam sendo feitas e são cumulativas, o que pode gerar uma grande dívida no seu nome.

Por isso, para evitar problemas, sugerimos que formalize por escrito a intenção do cancelamento. Desta forma, você evita que a operadora realize cobranças indevidas e, caso isso ocorra, você terá as ferramentas necessárias para comprovação.

4. Burocracia para reembolso

O reembolso é um recurso que o beneficiário utiliza quando precisa realizar algum procedimento fora da rede credenciada da operadora. Contudo, é importante destacar que este não é um serviço obrigatório e, se ele é imprescindível para você, não se esqueça de verificar se está incluso em contrato.

Uma das maiores reclamações com relação ao benefício é a burocracia para solicitação e a demora para receber o dinheiro. Além disso, muitos não concordam com os valores pagos, às vezes muito aquém do que foi gasto.

5. Atendimento ruim na rede credenciada 

É de responsabilidade da operadora credenciar estabelecimentos que tenham a estrutura e qualidade para receber seus clientes. Ainda assim, reclamações referentes à má qualidade de atendimento ainda são recorrentes. Se este for o seu caso, cabe uma reclamação junto às operadoras de planos de saúde ou aos órgãos de defesa do consumidor.

Outro problema é o descredenciamento, ou seja, a retirada de alguns hospitais da rede de atendimento. Quando isto é feito, o beneficiário deve ser avisado com antecedência e o hospital deve ser substituído por outro de atendimento equivalente.

6. Insatisfação com o período de carência

Estabelecer períodos de carência para a utilização de serviços é um direito das operadoras assegurado por lei. As carências são diferentes para cada procedimento e evitam que as empresas tenham prejuízo, visto que serviços médicos são caros.

Contudo, a ANS também estabelece um período máximo de carência para proteger o consumidor, sendo que as operadoras podem optar por prazos mais curtos. O beneficiário deve cumprir a carência, mas caso a prestadora exceda os prazos, o cliente pode buscar ajuda judicial.

Vale lembrar que para urgências e emergências, a carência é de 24 horas.

7. Mensalidades altas

Não é segredo que os reajustes de planos de saúde são altos e costumam ser bastante estressantes para os clientes. Saiba que, se você possui um plano de saúde individual ou familiar, a ANS estabelece anualmente um teto para os reajustes que são aplicados.

No caso de planos contratados com um CNPJ, a situação é um pouco mais complicada, visto que são as operadoras que decidem a porcentagem do reajuste de acordo com a utilização da carteira. Sendo assim, o aumento das mensalidades causa muita frustração nos beneficiários.

8. Outras reclamações

Outras reclamações de plano de saúde comuns são com relação a cobranças indevidas, dificuldade de agendar consultas e exames e má qualidade no serviço de suporte das operadoras.

Planos de saúde com mais reclamações em 2021

De acordo com a ANS, estas foram as operadoras que mais desagradaram seus beneficiários durante novembro de 2021. Adicionamos também a nota do Reclame Aqui para cada uma delas.

1. São Cristóvão Saúde

Na primeira posição da lista da ANS, a São Cristóvão Saúde foi o plano de saúde com o maior número de reclamações. No entanto, a operadora é avaliada em 6,0 no site Reclame Aqui, nota considerada regular pela plataforma.

As queixas estão relacionadas à demora no atendimento, problemas com a geração de boletos para pagamento e dificuldade no agendamento de consultas e exames.

2. Unimed Rio

Apesar de ser uma das empresas de destaque na região, a Unimed Rio também se destaca pelo número de reclamações.

De acordo com o Reclame Aqui, os beneficiários atribuem uma nota de 8,2 à cooperativa, sendo que as reclamações são com relação à demora e má qualidade de atendimento, além de dificuldades para agendamento de consultas e exames. 

3. GEAP Autogestão em Saúde

Com reclamações como cobrança indevida, valores abusivos e demora na liberação de procedimentos, a GEAP possui nota 7,5 no Reclame Aqui. Já na lista de reclamações, ocupa a terceira posição com maior número de reclamações.

4. Unimed Recife

Apesar de não possuir uma nota atribuída no site do Reclame Aqui, a Unimed Recife contou com cerca de 50 reclamações nos últimos 6 meses de 2021.

Parte das queixas estão relacionadas à qualidade do atendimento e dificuldade durante o cancelamentos do plano de saúde.

5. Santa Helena Saúde

A Santa Helena encabeça a lista de reclamações no Índice Geral da ANS. A operadora tem nota 7,4 no Reclame Aqui, considerada boa pela plataforma. 

Algumas das queixas estão ligadas a dificuldade de agendamento para consultas e exames ou atendimento ruim.

6. GNDI Minas Gerais

Com 7,5 no Reclame Aqui, a GNDI Minas recebe reclamações a respeito da rede credenciada e qualidade no atendimento.

Contudo, a empresa se encarregou de responder grande parte das queixas, prestando esclarecimento aos seus clientes.

7. Unimed Fortaleza

Com nota de 7,7 no Reclame Aqui, o que classifica a empresa como boa, a Unimed Fortaleza também está na lista da ANS, sendo uma das unidades regionais da cooperativa. 

As reclamações estão relacionadas a dificuldades na aprovação de procedimentos e qualidade do atendimento.

8. Amil

Com reclamações a respeito de descredenciamento de hospitais e laboratórios, o plano de saúde Amil conta com nota 6,6 no Reclame Aqui.

Além disso, queixas sobre a demora na aprovação de procedimentos também aparecem no perfil da operadora.

9. Bradesco Saúde

A nona posição da lista é ocupada pela Bradesco Saúde, que conta com nota 7,0 no Reclame Aqui.

Apesar do alto número de reclamações, o plano de saúde se encarregou de responder mais de 90% das queixas, demonstrando compromisso com seus clientes.

10. GNDI

A última das 10 operadoras com maior número de reclamações segundo a ANS, a GNDI aparece com nota 7,7 no Reclame Aqui. As queixas dos clientes estão relacionadas à rede credenciada e dificuldade no agendamento de consultas e exames.

Quando os clientes mais reclamam?

Reclamações de planos de saúde infelizmente não são incomuns, porém existe um período no qual elas se tornam mais recorrentes. Entre os meses de março e julho é observado um pico de reivindicações com relação aos convênios médicos.

O motivo não é à toa, os beneficiários sabem que no mês de maio será divulgado o valor do reajuste do plano de saúde, o que sempre é motivo de polêmicas e discordâncias.

Sendo assim, já começa uma motivação para fazer a portabilidade do plano de saúde nos meses anteriores, enquanto o pico é no mês de julho, quando os valores começam a ser aplicados retroativamente.

Para contratar o melhor convênio médico que atende às suas necessidades é preciso ficar atento a quais são as maiores reclamações de plano de saúde. Pensando nisso, este estudo vai te ajudar a fazer a melhor escolha e evitar problemas no futuro.

Ao procurar por um plano de saúde, conte com a gente para encontrar o mais indicado para você. Faça uma cotação gratuita e encontre o convênio que mais se adequa às suas necessidades!

Encontre o plano de saúde mais indicado para você.

Clique e fale com um de nossos especialistas!

Revisado por Helder Galvão

Especialista em planos de saúde

Quem escreve

Deisi Gois

Deisi Gois

Redatora jornalística

Sou formada em jornalismo e, apesar do romantismo pelas antigas redações, minha praia sempre foi a internet. Há mais de um ano trabalhando com produção de conteúdo voltado para área de saúde, acredito que informação pode ser empoderadora e realmente oferecer uma experiência de compra diferenciada. Hoje integro a equipe de conteúdo da Zelas Saúde, onde estamos a passos largos mudando a relação do mercado com seus consumidores.